Notícias

Voltar

Seis dicas para trabalhar com NFC-e

NFC-e é a sigla de Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica. Este documento digital fiscal serve para registrar as transações comerciais realizadas entre uma empresa e o consumidor final.

O intuito da NFC-e é informatizar a emissão do cupom fiscal efetuando a comunicação com a SEFAZ, registrando cada venda que posteriormente poderá ser consultada pelo cliente no site da SEFAZ.

Agora que você já sabe o que é uma NFC-e, confira abaixo quais são as seis boas práticas para trabalhar com NFC-e.

 

1) Monitorar as vendas pelo concentrador através da tela Monitor do XML da NFC-e

Todos os dias de forma automática, no primeiro ciclo do serviço do e-conect, o sistema faz o reenvio automático das NFC-e’s que estão pendentes para a Sefaz.

Porém caso o cliente queira retificar ou retransmitir uma NFC-e que esteja pendente, ele pode fazer isso através da tela Monitor do XML da NFC-e de forma manual a qualquer momento.

Nesta mesma tela também é possível acompanhar os status das NFC-e.

 

2) Site de verificação dos links da Sefaz

No site Painel de Monitoramento de Autorizadores de NFC-e, acessado através do link, é permitido verificar quais servidores de estado estão online no momento.

Por exemplo: Se a loja estiver com a internet conectada e não estiver conseguindo fazer o envio com sucesso, o lojista pode verificar se naquele momento a Sefaz do seu estado está funcionando corretamente.

Caso a Sefaz estiver offline ou com algum problema, o lojista pode optar por emitir (durante um tempo) as vendas em caráter de contingência a fim de que a operação do PDV não seja prejudicada.

Lembrando que o e-conect, quando não possui retorno da Sefaz ou o PDV está sem conexão com a internet, ele entra em contingência automaticamente.

 

3) Enviar e-mail para o lojista em caso de erro na NFC-e

No e-conect é possível que seja enviado um enviado um e-mail quando ocorrer erro na emissão de uma NFC-e ou quando tiver NFC-e’s pendentes. Basta configurar a tela “Configuração e-mail”.

Nesta tela ele escolherá o tipo de e-mail como “E-mail de NFC-e pendente e erro” e cadastrar todos os e-mails que será enviado o comunicado.

 

4) Enviar DANFE por e-mail logo após a venda

Para que ocorra o envio do e-mail logo após a venda é preciso:

Outro ponto importante é que o e-mail é enviado independente da loja estar operando em contingência, isso garante que o envio do DANFE ao consumidor dependa apenas da internet da Loja.

O fluxo no PDV funciona da seguinte forma:

1 - Na finalização da venda, o PDV pergunta se o cliente deseja receber a DANFE por e-mail.

2 - Se a resposta for sim, o operador deverá digitar o CPF do cliente e então o PDV irá buscar o e-mail do cliente (pelo CPF digitado) direto do cadastro de cliente.

OBS: Se a loja estiver utilizando o módulo Fidelidade, o e-mail do cliente será encontrado através do módulo Fidelidade.

 

5) Recuperação do XML da NFC-e

Se por algum motivo o lojista não estiver conseguindo o XML da venda em NFC-e e os movimentos estiverem no concentrador da loja, o arquivo pode ser gerado novamente através da tela "Recuperação XML NFC-e".

Após a geração do arquivo na tela, o mesmo será enviado ao Sefaz podendo ser acompanhado pela tela de monitoramento.

 

6) Inutilização de uma NFC-e

A inutilização de uma NFC-e tem como finalidade permitir que o emissor comunique ao Sefaz que determinada NFC-e deve ser inutilizada, para que assim não seja possível vender mais com aquela numeração.

Lembrando que a inutilização só é realizada quando a NFC-e ainda está pendente de envio, não podendo estar autorizada, cancelada ou denegada.

No e-conect ela pode ser inutilizada através da tela “Inutilização de Numeração”, onde é apresentado todas as NFC-e’s pendentes que poderão ser inutilizadas.

Nesta tela também pode ser consultadas as NFC-e’s que já foram inutilizadas.

 

 

 

Caso tenha alguma dúvida quanto ao que foi descrito acima, favor entrar em contato com o nosso Service Desk.